Notícias

O que é cintilografia?


A cintilografia é um método da medicina nuclear considerado um dos mais eficazes para realizar o diagnóstico de diversas patologias. Este tipo de exame permite que o médico realize uma observação detalhada dos órgãos e tecidos por meio de imagens. A qualidade destas imagens está relacionada com a inserção de radiofármacos no organismo do paciente e, quando em contato com alguma doença, emite sinais que aparecem no monitor do especialista.

Como funciona a cintilografia?

Este método avalia as patologias a partir do modo como a doença altera o corpo do ponto de vista funcional, farmacológico, bioquímico e molecular. Desta forma, a cintilografia evidencia problemas em órgãos internos muito mais rápido do que os outros tipos de exames de imagem eminentemente anatômicos.

Quando o órgão é afetado por determinada doença ele absorve menos ou mais o radiofármaco utilizado, em relação a um tecido normal. Por meio deste exame determina-se o grau de absorção, se existe alguma alteração e, consequentemente, a possibilidade de uma doença.

Tipos de cintilografia

Existem vários tipos de cintilografia, cada uma para verificar a existência de doenças de determinada parte do corpo. Acompanhe abaixo algumas delas:

Cintilografia óssea – Indicada para detectar diversos tipos de câncer, processos inflamatórios e doenças metabólicas;

Cintilografia do miocárdio – Realizada para diagnosticar a isquemia miocárdica e prevenir a ocorrência do infarto;

Cintilografia renal – Utilizada para estudar a função dos rins e a excreção da urina, detectando obstruções, infecções ou mau formações no trato urinário;

Cintilografia cerebral – Indicada para diagnosticar doenças neurodegenerativas, transtornos depressivos e de ansiedade, entre outros.

Como o exame é realizado?

Antes de mais nada é importante lembrar que as substâncias radioativas usadas pela Medicina Nuclear não comprometem o organismo do paciente. A administração desses radiofármacos pode ser feita na veia, por sonda ou inalado entre outras formas, dependendo do tipo. Para cada órgão do corpo humano ou objetivo do procedimento há um radiofármaco específico.

Após a administração do radiofármaco, o paciente é levado até a câmara de Cintilação, SPECT/CT, PET/CT ou gama probe, onde são feitas as imagens dos locais que emitem a radiação, para que seja possível diagnosticar a doença. Não se esqueça, cada paciente tem um diagnóstico individual e a escolha do exame deve ser feita por um médico especialista.

Cintilografia na MND

A MND Campinas possui médicos especializados e está pronta para tirar as suas dúvidas. Entre em contato conosco e continue acompanhando nossas redes sociais para saber em primeira mão sobre os conteúdos.

Fale com a nossa equipe

Av. Barão de Itapura, 1276 - Jardim Guanabara, Campinas - SP, 13020-432 - Atendimento: Seg a Sex: 07h / 18h - Telefone: (19) 3731-4141