Notícias

Medicina nuclear pode ajudar pacientes com câncer de próstata metastático


Medicina nuclear pode ajudar pacientes com câncer de próstata metastático

Quando um homem é diagnosticado com câncer de próstata, a equipe médica realiza o acompanhamento e oferece a melhor opção terapêutica para que a doença não progrida. Entretanto, nos casos em que for constatada metástase, o quadro do paciente pode se agravar de forma significativa. Os ossos são os primeiros a serem afetados pela disseminação do câncer de próstata. Nesse estágio, a doença pode causar fortes dores, fraturas e compressão da medula. Para tratar as lesões metastáticas, a equipe médica pode optar pelo tratamento com rádio-223 (Xofigo).

Com eficácia comprovada cientificamente, a terapia com o medicamento reduz os sintomas da metástase óssea, oferece maior sobrevida na luta contra o câncer e possibilita que o paciente possa conviver com a doença com mais qualidade de vida e bem-estar. O Xofigo é um radiofármaco seguro utilizado na medicina nuclear. Administrado de forma intravenosa, a terapia permite que a radiação se estabeleça no órgão e atue de forma semelhante ao metabolismo do cálcio, minimizando as dores e o risco de fraturas. Diferentemente de métodos como a radioterapia, o rádio-223 combate as células cancerígenas em todos os ossos ao mesmo tempo. Entretanto, assim como outros tratamentos, o medicamento pode causar eventos adversos, como diarreia e redução das células sanguíneas.

O tratamento com Xofigo só pode ser indicado por um especialista e a administração da droga varia de acordo com cada paciente. Se você tem câncer de próstata e sente dores ósseas, procure o seu médico. Para continuar informado sobre os temas relacionados à medicina nuclear, siga os perfis do Grupo MND nas redes sociais! /Facebook –  /Instagram

Av. Barão de Itapura, 1276 - Jardim Guanabara, Campinas - SP, 13020-432 - Atendimento: Seg a Sex: 07h / 18h - Telefone: (19) 3731-4141