Notícias

#MedicinaQuímica: Rádio (Ra)


O primeiro elemento químico apresentado na série #MedicinaQuímica é o Rádio, simbolizado por Ra e considerado uma das bases da Medicina Nuclear. Na tabela periódica o Rádio está no 7° período do grupo 2, o que significa dizer que é um metal alcalino-terroso de 7 camadas.

Este é um dos elementos químicos mais recentes, descoberto em 1898 por Marie Curie, a única pessoa premiada com dois Prêmios Nobel em diferentes categorias. A primeira vez que recebeu a honraria máxima da ciência foi justamente por conta da descoberta desse elemento químico, acompanhada de seu marido Pierre Curie.

Como a raiz da palavra a ponta, o Rádio é a base de toda a teoria da radioatividade, cunhada pelos Curie. Assim, o elemento também pode ser apontado como base para a medicina diagnóstica realizada por especialidades como Radiologia e Medicina Nuclear, especialidade do Grupo MND.

A radiação na medicina

A radioatividade é utilizada na medicina como uma ferramenta para acessar informações antes inalcançáveis. Na Medicina Nuclear, por exemplo, estes elementos radiativos percorrem o corpo do paciente e apontam para os especialistas onde há sinais de doenças, além de indicarem quando os órgãos não estão funcionando como deveriam.

Na Medicina Nuclear o Rádio-223 (223Ra) também é utilizado no tratamento do câncer de próstata quando há metástases para os ossos. Nesse caso, o procedimento tem como objetivos ampliar o tempo de vida e a qualidade de vida do paciente, eliminando a dor causada pelas metástases ósseas.

Nessa aula da Dra. Elba Etchebehere, médica nuclear e diretora do Grupo MND, apresenta o uso de radionuclídeos no tratamento do câncer de próstata:

Entenda mais sobre câncer metastático clicando aqui:

O que é metástase óssea?

Av. Barão de Itapura, 1276 - Jardim Guanabara, Campinas - SP, 13020-432 - Telefone: (19) 3731-4141